terça-feira, 30 de março de 2021

Papo Cultural 2ª temporada, só gratidão!

 

O projeto  Papo Cultural agradece em sua segunda temporada 'Cultura, Raizes e Resistência' a todes os convidades: Milla Miriam, Thiago Gato Negro, Dedé Simião, Ana Paula Campos, Chico Canindé, Ruy Lima, Sergio Villar e Daniel Torres!

Nossos Apoiadores:  Jornal o Litoral e Blog Papo Cultura

E a todes que participaram conosco e ajudaram a concretizar esse momento de troca e aprendizado em tempos de Cultura conectada.

Todos os 4 episódios estão disponíveis gratuitamente no YouTube e Facebook do coletivo Goto Seco(onde ocorreram ao vivo):

YouTube Goto Seco: https://www.youtube.com/channel/UCRqwpE57aSr71r9GMg84XKw

Facebook Goto Seco: https://www.facebook.com/GotoSeco?ref=hl

Produção: Carlos Henrique
PaCHa produções

sexta-feira, 19 de março de 2021

"Crônicas de uma Enfermeira Entediada" ep.2 por Karol A

Karol A. - Enfermeira, escritora, desenhista e poetisa. Faz parte do MovimentoAlternativo Goto Seco e da Associação Literária e Artística de MulheresPotiguares Alamp. Possui antologias publicadas nacional e internacionalmente, e um trabalho solo além de manter publicações em sitescomo o Recanto das Letras e Escritas, como também pesquisas cientificas na área de enfermagem na revista do Centro Universitário do Rio Grande do Norte– UNI-RN.

Este é o primeiro projeto de crônicas da autora de nome “Crônicas de uma Enfermeira Entediada” que o fez inspirada no autor Reitor da UNI-RN Daladier Cunha, o qual considera um autor leve de se ler e que enaltece a literatura potiguar atual.

Segue então crônica 02 do projeto:

 COMO ENFERMEIRAS(OS) TRATAM

    Quando nós, enfermeiras(os) nos submetemos ao estudo crítico do cuidado nos vem à mente certos questionamentos, como cuidar de alguém doente? Esse é um deles. Ao longo da história foram se aprimorando técnicas e meios de se cuidar das pessoas conforme suas necessidades e assim surgiu, para a enfermagem, as Teorias do cuidado de enfermagem ou somente Teorias de Enfermagem.

    Cada uma delas possui o seu propósito específico do ser e estão cada vez mais sendo objeto de estudos entre acadêmicos e posta em prática pela sistematização da assistência de enfermagem. Existem, até o presente momento, cerca de 20 teorias estudadas, cada qual com sua importância para o processo complexo que é o do cuidado. Porém, há duas delas com a qual me identifico no meu fazer profissional:

- Horta: Teoria das Necessidades Humanas Básicas;

- Orem: Teoria do Déficit do Autocuidado.

    Essas em especial fazem de mim uma profissional preocupada com a garantia das necessidades básicas do ser humano e que é necessário tornar o paciente ou cliente provedor de seu autocuidado. É essencial e gratificante fazer com que o cliente que está com déficit se tornar autossuficiente e com isso se auto realizar.

    No entanto, devemos também nos apegar a dedicação e empatia pelo cuidado, realizar a prestação do serviço com atenção e amor, pois o amor, em minha concepção torna as tarefas mais difíceis presente na profissão nas mais fáceis e mais exitosas, em qualquer situação de cuidado. Amar é trazer saúde a si mesmo e ao entorno.

sexta-feira, 12 de março de 2021

PAPO CULTURAL 4º episódio encerra a 2ª temporada nesta terça, 16 de março

O Papo Cultural exibe seu 4º e último episódio desta segunda temporada nesta terça(16/03/2021), continuando a propagar a cultura neste momento de isolamento social.

E neste final de temporada o Papo Cultural traz como convidados o jornalista e editor do blog Papo Cultura, SERGIO VILAR e o Artista visual e Produtor Cultural DANIEL TORRES à partir das 20horas.

O Papo Cultural que em 2020 foi recebido com muito carinho como espaço de diálogo e construção, assim como, disseminação de saberes culturais conta com mediação e produção de Carlos Henrique Araújo (PaCHa) e do Coletivo Cultural GOTO SECO Movimento Alternativo que completa 17 anos em 2021, com muito entusiasmo em face do apoio de todos que estiveram em sua primeira edição interagindo nas mais de 20h de muita cultura. Encontro marcado!

Pra ver e rever, os três primeiros episódios já estão disponíveis na integra na plataforma Facebook e YouTube do coletivo GotoSeco.

Serviço Cultural:

O que? Programa Papo Cultural quarto e último episódio da 2ª temporada

Quando? terça dia 16 de março de 2021 às 20h

Onde? plataforma Facebook @GotoSeco AO VIVO!

Informações: (84)99936-8584 ou gotoseco@yahoo.com.br

Apoio: Jornal O Litoral e blog Papo Cultura

domingo, 7 de março de 2021

Papo Cultural 2a temporada: 3º episódio será terça 9/março

 

Papo Cultural chega em seu 3º episódio agradecendo a todes que estiveram conosco até agora, mesmo nos momentos mais difíceis dessa louca pandemia.

Continuando a levar a cultura nesse isolamento, no terceiro capítulo o Papo Cultural traz o dramaturgo, ator, poeta e idealizador da Hidrocidadania, CHICO CANINDÉ e o artista plástico, cineasta e arte educador RUY LIMA, num encontro super especial.

E pra ver e rever, os dois primeiros episódios já estão disponíveis na integra na plataforma YouTube do coletivo GotoSeco.

O Papo Cultural que em 2020 foi recebido com muito carinho como espaço de diálogo e construção, assim como, disseminação de saberes culturais conta com mediação e produção de Carlos Henrique Araújo (PaCHa) e do Coletivo Cultural GOTO SECO Movimento Alternativo que completa 17 anos em 2021, com muito entusiasmo em face do apoio de todos que estiveram em sua primeira edição interagindo nas mais de 20h de muita cultura. Encontro marcado!

Serviço Cultural:

O que? Programa Papo Cultural terceiro episódio da 2ª temporada

Quando? terça dia 09 de março às 20h

Onde? plataforma Facebook @GotoSeco ao vivo

Informações: (84)99936-8584 ou gotoseco@yahoo.com.br

Apoio: Jornal O Litoral e blog Papo Cultura

sábado, 27 de fevereiro de 2021

Papo Cultural: segundo episódio ao vivo da 2ª Temporada será nesta Terça 02/Março

  

    O Papo Cultural traz o segundo episódio, ao vivo, de sua 2ª temporada nesta terça, 02 de março às 20h. Neste segundo capítulo, o Papo sobre Cultura, Raízes e Resistência é com ANA PAULA CAMPOS, Africana em Diáspora, mulher negra, cis, LGBT+, mãe, educadora especialista em leitura e literatura, contadora de histórias pretas, escritora, pesquisadora, Militante no Movimento Negro Quilombo da Ciência e colunista no Jornal Potiguar e também com o Prof. DEDÉ SIMIÃO, Bacharel em Música pela UFRN, Educador Musical e Doutorando em Música pela UNICAMP.

    Ah! e o primeiro episódio já está disponível na integra na plataforma YouTube do coletivo GotoSeco.

    O Papo Cultural que em 2020 foi recebido com muito carinho como espaço de diálogo e construção, assim como, disseminação de saberes culturais conta com mediação e produção de Carlos Henrique Araújo (PaCHa) e do Coletivo Cultural GOTO SECO Movimento Alternativo que completa 17 anos em 2021, com muito entusiasmo em face do apoio de todos que estiveram em sua primeira edição interagindo nas mais de 20h de muita cultura. Encontro marcado!

O que? Programa Papo Cultural segundo episódio da 2ª temporada

Quando? terça dia 02 de março às 20h

Onde? plataforma Facebook @GotoSeco

Informações: (84)99936-8584 ou gotoseco@yahoo.com.br

Apoio: Jornal O Litoral e blog Papo Cultura

 

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Crônicas de uma Enfermeira Entediada

     BREVE HISTÓRIA DA ENFERMAGEM PARA PREGUIÇOSOS

 Primeiramente, leia esta proposição do perfil do Profissional de Enfermagem segundo Florence: "A enfermeira não deve ser maldizente; não deve falar em vão; jamais deve responder as perguntas sobre seus pacientes, a não ser aqueles que têm o direito de fazê-las; deve (nem seria preciso dizê-lo) ser sóbria e honrada; mas que isso, deve ter elevado senso de religiosidade e devotamento; deve respeitar a própria vocação, porque a vida, dom precioso que recebemos de Deus muitas vezes estará em suas mãos. A enfermeira deve ser uma observadora segura, atenta e rápida, possuidora de sentimentos elevados e dedicados."

Inicio essa crônica com esta proposição feita há muitos anos por Florence Nightingale, onde ela mostra como deve ser e se portar uma enfermeira diante do seu papel de cuidadora do bem mais precioso que é a vida. No entanto, poucos conhecem essa citação e o quanto ela é válida em qualquer que seja a sua época. Enfermeiras(os) devem respeitar, realizar o serviço de maneira adequada e correta, ter ciências das dimensões biopsicossociais de cada cliente e acima de tudo ser ética e empática.  

Desse modo, para aqueles que desejam conhecer a história da enfermagem, mas ao mesmo tempo possuem preguiça de ler e reler livros longos, aqui escrevo com minhas palavras para estas pessoas, que também necessitam desse conhecimento para sua curiosidade ou profissão.

Ao longo da história a enfermagem foi desenvolvida e exercida por pessoas de diversos estratos sociais e de instrução. Surgido antes mesmo do Cristo, o ato de cuidar é feito por aqueles que estão com boa saúde em um núcleo social. Os doentes foram cuidados por pessoas do clero, por meretrizes, por mães e por fim por mulheres e homens instruídas para tal. A pioneira nessa profissão foi a enfermeira inglesa Florence Nightingale, a qual formulou a enfermagem moderna e criou a teoria de enfermagem ambientalista, ganhou destaque como chefe e treinadora de futuras enfermeiras durante a Guerra da Crimeia, onde atendia a soldados feridos com ênfase na limpeza do ambiente, dos pacientes e no arejamento dos locais de atendimento.

A partir desse momento é preciso que o cuidados para com os doentes seja feito de maneira cientifica, baseada em evidência e em conjunto com uma equipe multiprofissional que assegure o êxito nos fins que procuram, o bem estar, a saúde!

De fato, não é fácil cuidar daqueles que estão em sofrimento, mas com a ciência, a empatia e a dedicação é possível reestabelecer a vitalidade de alguém que nem mesmo a gente conheceu ou conhece.

Karol A.

Karol A. - Enfermeira, escritora, desenhista e poetisa. Faz parte do Movimento Alternativo Goto Seco e da Associação Literária e Artística de Mulheres Potiguares – Alamp. Possui antologias publicadas nacional e internacionalmente, e um trabalho solo além de manter publicações em sites como o Recanto das Letras e Escritas, como também pesquisas cientificas na área de enfermagem na revista do Centro Universitário do Rio Grande do Norte – UNI-RN.

Este é o primeiro projeto de crônicas da autora de nome “Crônicas de uma Enfermeira Entediada” que o fez inspirada no autor Reitor da UNI-RN Daladier Cunha, o qual considera um autor leve de se ler e que enaltece a literatura potiguar atual.


 

 
Contador de visitas
Contador de visitas